All for Joomla All for Webmasters

DEPOIMENTOS QUE ENRIQUECEM!

PROFESSORES QUE ESTUDAM BOQUINHAS, MUDAM O CENÁRIO DE SUA TURMA, E A VIDA DOS ALUNOS.

DEPOIMENTOS QUE ENRIQUECEM!

 

Depoimento da Professora  Leila Cristina Mota-  Atua em Mangaratiba/RJ  em turmas de Primeiro Ano Séries Iniciais.

Quando conheci o Método Fonovisioarticulatório Multissensorial Boquinhas fiquei apreensiva. Não nego que fiquei com reservas quanto desenvolver as práticas pedagógicas cotidianas dentro, também, de suas propostas. Mas após procurar conhecer, entender, averiguar, pesquisar e estudar pude perceber o quanto o Método é eficaz, necessário. A doutora, com certeza sabe, mas tenho que compartilhar o  professor ver  alunos, considerados o alunos problemas, passarem a ser considerados alunos destaques. Sim alunos destaques. E sabe doutora porque com a “mágica” da fonovisioarticulação/ cinestésica/auro-toque pode-se observar que o aluno percebeu que tem domínio sobre si; que ele coordena, adminiatra suas ações e movimentos. Ver o alunos que antes eram “indisciplinados” criar próprios meios de auto-disciplina, controle é muito bom. E o Boquinhas fez. Eu vi, eu constatei. Boquinhas tem muito mais, muiiiiito mais só que bocas, articulações, Fonológica/Fonêmica, etc. E não é diferente com esse livro. Ao ouvir os discursos de colegas de trabalho colocarem a questão da Concentração  e dispersão dos alunos, pode ser percebido que é necessário uma revisão uma releitura. Uma minuciosa observação se atenção e concentração como discursa o livro. Torço para que da mesma forma em que, costumo dizer, que foste iluminada na criação do Método Fonovisioarticulatório Multissensorial Boquinhas venha ser também na essência dessa obra. Me passaram que o Método Fonovisioarticulatório Multissensorial Boquinhas é um Método que alfabetiza. O método me falou nas entrelinhas que ele não só alfabetiza mas alfabetiza letrando.

Sinceramente eu não iria enviar as observações sobre a leitura do livro O Dilema da Desatenção segundo o que foi proposto porque eu não tenho formação na área necessária. Mas eu li o livro, e como já constatei nas proposta no método da Boquinhas de sua autoria e criação, esse material  também é um contribuinte eficaz para as práticas e reflexões cotidianas do professor/pedagogo. E o que vai contribuir para que o aluno tenha êxito eu procuro praticar, compartilhar e socializar.

Em observações e percepções em minhas práticas tenho percebido que embora alguns alunos, aparentemente, não querem aprender mas na verdade todos querem e querem muito.

Minha formação é Magistério no Ensino Médio, Pedagogia na Graduação, Gestão Escolar: Administração: Inspeção, Supervisão e Orientação e, um curso de aperfeiçoamento em Psicopedagogia Básica. Então não tenho formação necessária para relacionar o livro sugerido ao desenvolvimento neuromotor da criança. Mas como já expus acima eu li o livro e considero interessante e já iniciei a inserção das propostas dos conhecimentos compartilhado nele na minha prática. A leitura desse material me possibilitou um novo olhar para meu aluno, novas possibilidades e de atendimento e propostas. Pude perceber o contexto enredado na até em falas de colegas nas colocações sobre seus alunos considerados autistas, hiperativos, dispersos.

Quando li no livro : ” se ele está olhando para fora da sala de aula” me deu vontade pegar carona nas asa desse aluno e voar com ele na amplidão do conhecimento. Então fui com a turma pesquisar sobre os fonemas trabalhados fora de sala: no quintal e quadra da escola, em objetos e materiais ao arredores, com os profissionais e funcionários da instituição, as crianças amaram e eu também. Emfim, penso que só dessa frase poderia ser escrito um livro.

É percebido que os professores querem que os alunos prestem atenção neles (livro O Dilema da desatenção página 33) quando na verdade eles querem olhar o mundo e perceber amplas propostas do aprender em um universo em que ele é parte viva e ativa. Os discentes (os ainda não podados as asa) têm asas para voar e se permitir experiências ricas e aprendizagens concretas e reais. E é como se o professor quisesse os colocar em uma gaiola e lhes oferecer o aprendizado em dosagens de conta gotas, onde ele administra as dosagens, a hora, o tempo e as condições.

Criança quer correr, investigar, manipular, descobrir, inventar, movimentar-se. E para que tudo isso ocorra ocorrem as atividades integradas entre mente/cérebro/corpo o que pode até chamar de atividades neuropsicomotoras interligadas ativas. as quais o docente pode estar usando a favor da aprendizagem do discente sema possibilidade de cortar” suas “asas”. Sem “prendê-los em uma “gaiola” onde se explora as situações expositivas.

Pôde-se perceber com a leitura do livro que em todas as situações, exemplificadas , colocadas, os indivíduos estão com o corpo, a mente e o cérebro sendo inter-relacionados e ativados a favor do seu êxito. E o aluno muitas das vezes está apenas com o seu corpo em sala de aula, ou o educador pensa assim. E cabe ao docente trazer esse aluno por inteiro para os momentos de desenvolvimento, aprimoramentos, aperfeiçoamentos e agregações no/de aprendizados. E o livro Dilemas da Desatenção vem colocando sobre isso de forma construtiva e contribuitiva. Já que percebe-se nos discursos e colocações nos textos que para uma boa aprendizagem, para o êxito com aprendente de sucesso o educando precisa de um bom equilíbrio emocional, afetivo, sensorial, relacional, físico, entre outros, de uma boa coordenação psicomotora, de agilidade, destreza, foco, percepções viso-espacial, autorregulação, cálculos mentais, dedutivos e/ou concretos, pensamento antecipado/dedutivo, etc. Ou seja, para aprender o aluno precisa conectar corpo/mente/cérebro . O que leva a considerar que todas os canais, as entradas, percepções, sentidos, neuros, movimentos estejam a favor do aluno e não contra. E toda essa contatação vem em acordo com o que o professor observador percebe em seus alunos. O neuropsicomotor do indivíduo ao seu favor.

Porque eu sou apaixonada por Boquinhas e considero relacionado ao livro afirmando a questão do neuropsicomotor e o aluno? A leitura desse livro reforçou ainda mais a admiração pelo Método.

Boquinhas:

Fonovisioarticulação: som/ articulação (canais  auditivos : neuros/movimentos facial : neuros/psicomotor).

Movimentos Motor:: movimentos coordenados com um objetivo : neuros/psicomotor.

Figura-Fundo: seleção/concentração/disntinçã o: neuros/psicomotor.

Consciência fonológica: ciência, som, agregação: neuros.

Consciência Fonêmica: processamento auditivo: neuros/localização/locomoção(i deia)/psicomotor.

Relação Fonema/Grafema: Ciência/imagem/real unicidade: neuros/psicomotor.

Consciência de Sílabas/Palavras: elo de agregação/ampliação: neuros/psicomotor.

Leitura: mente/sentidos/processamento de informação/feedback,atividade binocular: neuros/psicomotor.

Escrita: sentidos/movimentos motores/apreensões/sequências/ execução de comandos; neuros/psicomotor.

Produção Textual: memórias longa/curta, pensamento indutivo/dedutivo, visão binocular, etc.: neuros/psicomotor.

Ou seja, O Dilema da Desatenção + Boquinhas: ao neuropsicomotor ok : aprendizado eficaz.,

Obs:A colocações são baseadas em observações em práticas cotidianas e meio.
Grata pela atenção.
ATT.: Leila Cristina Mota- professora de Educação Física de Mangaratiba/RJ.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

sete + 5 =

Contato

Boquinhas Aprendizagem e Assessoria
Rua Afonso Pena, 10 - 52, Bela Vista
CEP: 17.060-250
Bauru/SP

(21) 98593-0254
(14) 3206-2541

Compartilhe

Compartilhe este post com seus amigos!